Seshat - Biblioteca de TCC's, Teses e Dissertações

Pesquisa


Avaliação da eficácia do infuso de Calendula officinalis L. Como terapia adjuvante no tratamento de feridas na atenção básica.

Mestrado em Profissional em Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Atenção Básica
Autor: Elenir Langner Neri Rudek
Orientador: Liberato Brum Junior
Defendido em: 28/03/2018

Resumo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o emprego de plantas medicinais nos programas de atenção primária à saúde, haja visto que cerca de 80% da população mundial tratam doenças de forma eficiente com plantas medicinais em terapias alternativas e/ou complementares. O Município de Toledo-PR, tem utilizado a planta medicinal Calendula officinalis L. (droga vegetal notificada) como terapia adjuvante no tratamento de feridas crônicas de difícil cicatrização, utilizada na forma de extrato aquoso/infusão dos capítulos florais, porém sem uma comprovação científica para seu uso. Nesse sentido, a existência de políticas públicas para incentivo na promoção da saúde com a utilização de plantas medicinais como uma opção de tratamento em feridas no SUS, leva o presente estudo comprovar a eficácia do infuso de Calendula officinalis L., a partir do uso tradicional, através do estudo clínico fase III aberto. A randomização foi realizada por médico da UBS, que indicava o grupo e o tratamento dos pacientes a partir do tipo de ferida, o sexo e a idade, empregando o método de minimização. Os pacientes após receberem todas as informações a respeito do estudo e tratamento, assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e foram recrutados em dois grupos: Grupo 1: Placebo (soro fisiológico) e Grupo 2: Infusão de calêndula, até a cura da ferida. Durante o período de ensaio clínico foram mantidos os tratamentos padrões utilizados no ambulatório, para os participantes de pesquisas. O estudo foi conduzido no ambulatório especializado em feridas com 22 pacientes, tendo como objeto de estudo a aplicação do extrato aquoso da infusão de C. officinalis L. e soro fisiológico 0,9% como placebo na forma de compressas mornas nas lesões. Os resultados, demonstram que a infusão da Calêndula foi efetiva no tratamento de feridas de diversas etiologias, a redução no tempo de cicatrização foi em torno de 40%, quando comparado ao grupo tratado com soro. Não foram observadas reações adversas durante a pesquisa, demonstrando que a utilização da infusão de C. officinalis L., é eficaz para o tratamento de feridas, com ausência de efeitos colaterais tópicos. O presente estudo clínico fase III aberto foi aprovado pelo comitê de ética sob o nº CAAE: 65207216.8.0000.0109.

Palavras-chave

Lesões cutâneas. Plantas Medicinais. Margarida Dourada. Atenção Básica. Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Terapia Alternativa.


Abstract

The World Health Organization (WHO) recommends the use of medicinal plants in health primary attention programs, after identifying that around 80% of the world population treats diseases efficiently with medicinal plants in alternative or complementary therapies. The city of Toledo (Paraná, Brazil) has implemented the medicinal plant Calendula officinalis L. (notified vegetal drug) in auxiliary therapy for treatments of chronic hard-to-heal wounds, in the form of flower heads aqueous extract infusion, but without scientific proof for its use. The existence of public policies to encourage health promotion with the use of medicinal plants as an alternative wounds treatment in the Unified Health System (SUS) makes this study aim to prove, through an open phase III clinical study, the efficacy of traditional use of Calendula officinalis L. infusion. The randomization was done by a doctor of a Basic Health Center (UBS) that, using the minimization method, classified the groups of patients and their treatments according to type of the wounds, sex and age. After having all the information about the study and the treatment, patients signed a consent form and were divided in two groups: Group 1, Placebo (saline solution) and Group 2, Calendula (Marigold) infusion until the wound healing. Standard treatments used at outpatient clinic were maintained for the participants during the clinical trial. The study took place in a wounds specialized outpatient clinic, with 22 patients, to study the use of aqueous extract of C. officinalis L. infusion and the use of 0,9% saline solution, as a placebo, in the form of warm compresses in the lesions. Results showed that Calendula infusion was effective in the wounds treatment and the cicatrization time was reduced by 40% compared to the group treated with saline solution. Adverse reactions were not found during the research, showing that the Calendula officinalis L is effective in wounds treatment with no topical side effects. This open phase III clinical study was approved by the Ethics Committee under the CAAE number

Keywords

Skin Lesions. Medicinal Plants. Margarida Dourada. Basic Attention. National Program of Medicinal Plants and Phytotherapeutics. Alternative Therapy.

Créditos

Menu