Seshat - Biblioteca de TCC's, Teses e Dissertações

Pesquisa


Avaliação dos aspectos microbiológicos de plantas medicinais cultivadas por agricultores da região sudoeste do Paraná

Mestrado em Profissional em Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Atenção Básica
Autor: Mardjori Andrade Hellmann
Orientador: Leonardo Garcia Velasquez
Defendido em: 24/03/2018

Resumo

Desde 2006, o Brasil possui políticas públicas com a finalidade de fomentar o uso de plantas medicinais (PM) como a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos que estipula a inserção de terapias alternativas e práticas populares no sistema único de saúde juntamente com a relação de plantas medicinais de interesse do SUS. Este trabalho visa avaliar os aspectos microbiológicos das PM cultivadas por agricultores da região de Francisco Beltrão – PR além de identificar os possíveis problemas relacionados as etapas da cadeia produtiva. A metodologia utilizada estabelece o limite máximo de 105 bactérias aeróbicas/g; 103/g de bolores e leveduras; Escherichia coli 10/g; outras enterobactérias 103/g e ausência de Salmonella ssp., Shigella ssp. e Clostidios para este tipo de produto. Os meios de cultura utilizados foram para contagem de bactérias mesófilas aeróbias foi o PCA-Plate cont ágar, bolores e leveduras o ágar Dicloran Rosa Bengala Cloranfenicol para enterobactérias ágar MacConckey, Salmonella ssp. – Shigella ssp. caldo Selenito e ágar Hektoen. Das 13 PM avaliadas neste estudo 9 (69%) não se enquadram para utilização na forma de chá, por apresentarem ao menos um parâmetro acima do limite preconizado. 4 amostras tiveram resultados positivos para salmonela. As PM apresentaram contaminação microbiológica, que pode ter sido favorecida pela presença de animais e livre acesso dos mesmos a área de plantio tornando importante a conscientização de agricultores no sentido de adequarem às boas práticas do cultivo de PM e consequentemente, assegurar a qualidade microbiológica das mesmas.

Palavras-chave

Ervas medicinais, Contaminação, Microrganismos, Saúde Pública.


Abstract

Since 2006, Brazil has public policies with the purpose of promoting the use of medicinal plants (PM) as a National Policy of Medicinal Plants and Phytotherapics that stipulate an insertion of alternative therapies and popular practices without a single health system with composition of medicinal plants of SUS interest. This work aims to evaluate the microbiological aspects of PM cultivated by farmers in the region of Francisco Beltrão - PR and to identify the related problems as stages of the productive chain. A specific methodology for the maximum limit of 105 aerobic bacteria/g; 103/g of molds and yeasts; Escherichia coli 10μg; other enterobacteria 103 μg and absence of Salmonella ssp., Shigella ssp. and Clostidios for this type of product. The culture media used for the counting of aerobic mesophilic bacteria for PCA-Plate contagion, molds and yeasts the agar Dicloran Rosa Bengala Chloramphenicol for enterobacteria agar MacConckey, Salmonella ssp. - Shigella ssp. Selenite broth and Hektoen agar. Of the 13 MPs evaluated in this study 9 (69%) do not fall into use in the form of tea, because they present at least one parameter above the recommended limit. 4 samples had positive results for salmonella. As the PM presented the microbiological contamination, which may have been favored by the presence of animals and book, access to them, a planning area making important the awareness of farmers in order to adapt the good practices of PM and consequent cultivation.

Keywords

Medicinal herbs, Contamination, Microorganisms, Public Health.

Créditos

Menu