Seshat - Biblioteca de TCC's, Teses e Dissertações

Pesquisa


Efeitos da infecção por oocistos de Toxoplasma gondii sobre a parede intestinal e o plexo mientérico de Gallus gallus

Mestrado em Ciência Animal
Autor: Rubia dos Santos Bonapaz
Orientador: Débora de Mello Gonçales Sant’Ana
Defendido em: 02/03/2009

Resumo

Clinicamente a toxoplasmose pode causar diarréia em animais infectados, e este sinal merece investigação, pois prejudica a nutrição e desenvolvimento animal. Uma possível explicação para a diarréia é que o T.gondii altere o funcionamento do Sistema Nervoso Entérico, responsável pela coordenação da motilidade intestinal. Visando esclarecer possíveis alterações morfológicas que possam levar a diarréia, neste estudo foram avaliadas as alterações da parede e do plexo mientérico do duodeno de galinhas infectadas por oocistos da cepa M7741 (genótipo III) de Toxoplasma gondii durante 60 dias. Foram utilizadas dez galinhas com 36 dias de idade separadas em dois grupos controle (GC) e infectado (GI). O GI foi inoculado com oocistos da cepa M7741 de T. gondii (genótipo III) pela via oral. Após 60 dias os animais foram submetidos à eutanásia e o duodeno coletado. Parte dos segmentos intestinais foi submetida à rotina histológica e coloração por HE, PAS e Alcian Blue. Realizou-se uma avaliação qualitativa da parede intestinal e medidas comparativas entre os grupos da túnica mucosa, muscular da mucosa, túnica muscular e parede total. As células caliciformes presentes na túnica mucosa foram quantificadas. Outra parte dos segmentos intestinais foi fixada em formol acético e dissecada retirando-se a túnica mucosa e a tela submucosa. Os neurônios foram corados pela técnica de Giemsa, contados e mensurados. As galinhas do grupo controle tiveram resultado negativo e as do grupo experimental positivo para a detecção de anticorpos IgG anti-T.gondii. Observou-se nos animais do grupo infectado a presença de infiltrados inflamatórios na túnica mucosa, com predominância dos seguintes tipos celulares: fibroblastos, linfócitos, plasmócitos e macrófagos. Em alguns animais percebeu-se a presença viii também de polimorfonucleares (eosinófilos) de forma mais discreta. Não foram encontrados cistos teciduais de T. gondii. A análise morfométrica da parede intestinal demonstrou que a infecção causada por oocistos (genótipo III) de T.gondii provocou uma redução na túnica mucosa, muscular da mucosa, túnica muscular e parede total do duodeno das aves. A análise da dinâmica de glicoconjugados revelou um aumento de secreção de mucinas neutras e ácidas (sulfomucinas) no grupo infectado por oocistos (genótipo III) de T. gondii. A análise do plexo mientérico do GI revelou que houve uma perda de ~ 70% dos neurônios, e que as células remanescentes sofreram redução de ~ 2,4% do pericário e ~ 40,5% do núcleo (p<0,05), sem alteração significativa da área do citoplasma. A distribuição de freqüência de neurônios quanto à área do pericário e a razão entre a área do núcleo e do pericário demonstra que a infecção não levou a alteração de nenhuma classe específica de neurônios. Conclui-se que a infecção crônica induzida por oocistos de T. gondii levou a atrofia da parede intestinal, aumento da secreção de mucinas e morte e atrofia do pericário dos neurônios do plexo mientérico de galinhas. Estas alterações podem estar envolvidas na causa da diarréia observada em galinhas com toxoplasmose.

Palavras-chave

duodeno, galinhas, toxoplasmose, sistema nervoso entérico, intestino delgado


Title

Effects of infection with Toxoplasma gondii oocysts on the intestinal wall and the myenteric plexus of Gallus gallus

Abstract

Clinically, toxoplasmosis may cause diarrhea in infected animals, and because it affects animal nutrition and development, this sign should be investigated. The occurrence of diarrhea may be explained by still unidentified effects of T. gondii on the enteric nervous system, which is responsible for the coordination of intestinal motility. In order to clarify the possible morphological changes that may lead to diarrhea, chickens infected with oocysts of Toxoplasma gondii strain M7741 (genotype III) were analyzed for changes in the duodenum wall and myenteric plexus 60 days post infection. Ten 36-day-old chickens were divided into two groups: control (CG) and infected group (IG). The IG was inoculated by oral route with oocysts of T. gondii strain M7741 (genotype III). After 60 days, animals were killed and their duodenums were collected. Part of the intestinal segments collected was submitted to routine histology processing, stained by HE, PAS and Alcian Blue, and analyzed as follows: qualitative evaluation of the intestinal wall; comparison of thickness of total wall, muscular and mucosa and muscularis mucosa of the two groups; and counting of globet cells in the mucosa. Another part of the intestinal segments collected was fixed in acetic formaldehyde and dissected by removing the mucosa and the submucosa. Neurons were stained by Giemsa, counted and measured. Chickens of the control group were negative and chickens of the infected group were positive for IgG anti-T.gondii. Inflammatory infiltrates were observed in the mucosa of infected animals; fibroblasts, lymphocytes, plasm cells and macrophages were the predominant cell types. Discrete polymorphonuclear cells (eosinophils) were also observed in some animals. No T. gondii tissue cysts were found. Morphometric analysis of the intestinal wall showed that infection caused by T. gondii oocysts (genotype III) led to a decrease in thickness of total wall, mucosa tunic, muscularis mucosa and muscular in the duodenum of the chickens studied. Dynamic analysis of glycoconjugates showed increased secretion of neutral and acid mucins in the group infected with T. gondii oocysts (genotype III). Myenteric plexus analysis showed that the number of neurons decreased in  70%. Remaining cells showed perikaryon reduction of  2.4% and nucleus reduction of  40.5% (p<0.05), without significant changes in cytoplasm area. Neuron rates in relation to perikaryon area and perikaryon to nucleus area ratio showed that infection did change one specific class of neurons. Chronic infection induced by T. gondii oocysts in chickens caused intestinal wall atrophy, and death and atrophy of myenteric plexus neurons. These changes may be the cause of diarrhea in chickens affected by toxoplasmosis.

Keywords

duodenum, poultry, toxoplasmosis, enteric nervous system, small intestine

Créditos

Menu