Seshat - Biblioteca de TCC's, Teses e Dissertações

Pesquisa


Estudo etnobotânico de plantas medicinais utilizadas no tratamento de doenças cardiovasculares indicadas por curandeiros do sudoeste do Paraná, Brasil

Mestrado em Profissional em Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Atenção Básica
Autor: Jacqueline Vergutz Menetrier
Orientador: Leonardo Garcia Velasquez
Defendido em: 24/03/2018

Resumo

As doenças cardiovasculares são responsáveis por altas taxas de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Entre as opções de tratamento, o uso de plantas medicinais é frequente, especialmente em países em desenvolvimento como o Brasil. Apesar do desenvolvimento de constantes estudos na área, o uso de plantas medicinais ainda é conduzido pelo conhecimento popular, especialmente por curandeiros. Desta forma este estudo teve como objetivo realizar um estudo etnobotânico de plantas medicinais utilizadas para o tratamento de doenças cardiovasculares indicadas por curandeiros da microregião de Francisco Beltrão, Paraná, Brasil. A técnica de bola de neve foi utilizada para selecionar os informantes e os dados foram coletados através de entrevistas. A coleta de dados foi realizada de junho de 2016 a agosto de 2017 e deu-se em duas etapas, a primeira foi uma entrevista estruturada com os curandeiros e a segunda a coleta e identificação botânica das espécies mencionadas. As plantas medicinais mencionadas foram classificadas em categorias de uso: hipotensivas e anti-hipertensivas, hipolipimiantes, diuréticas e cardiotônicas. Para análise dos dados, utilizou-se frequência e a correlação de Spearman, além do Fator de Consenso dos Informantes e Valor de Uso. Foram entrevistados 40 curandeiros que citaram 77 espécies e 149 utilizações medicinais para o tratamento de doenças cardiovasculares. A família com maior variedade de espécies foi a Lamiaceae e entre as espécies mencionadas, aquelas com maiores valores de uso foram o alecrim (Rosmarinus officinalis L.), chuchu (Sechium edule (Jacq.) Sw), cavalinha (Equisetum hyemale L.) sálvia (Salvia officinalis L.), sete-sangrias (Cuphea carthagenensis (Jacq.) JF Macbr.), limão (Citrus limonum (L.) Osbeck) e cidreira (Lippia alba (Mill.) NE Brown). Todas as categorias de uso obtiveram valores do fator de consenso dos informantes próximos a zero, o que sugere queos informantes não trocam informações entre si sobre o uso das plantas medicinais. Conclui-se que os curandeiros descreveram diferentes espécies medicinais para o tratamento de doenças cardiovasculares e que estudos como este são importantes para a valorização do conhecimento popular da região, além de servir de subsídio para a seleção de espécies com potencial para o desenvolvimento de novos estudos farmacológicos.

Palavras-chave

Rosmarinus officinalis; Sechium edule; Equisetum hyemale; Salvia officinalis; Citrus limonum; Lippia alba; Hipertensão; Medicina popular; Lamiaceae.


Title

Ethnobotanical study of medicinal plants used to treat cardiovascular diseases indicated by healers of south-western Paraná, Brazil.

Abstract

Cardiovascular diseases are responsible for high rates of morbidity and mortality around the world. Among the treatment options, the usage of medicinal plants is often taken, mainly in developing countries such as Brazil. Although several studies have been carried out, the medicinal plants usage is still driven by popular knowledge, especially by healers. In this way, this study aimed to conduct an ethno botanical study about medicinal plants used to treat cardiovascular diseases indicated by healers from the micro region of Francisco Beltrão, Paraná, Brazil. The snowball technique was applied to select the informants. The data were collected through interviews, between June 2016 to August 2017. It was done in two stages, the first was a structured interview with the healers and the second the collection and botanical identification of the mentioned species. The medicinal plants mentioned were classified into categories of use: hypotensive and antihypertensive, lipid-lowering, diuretic and cardiotonic. Spearman's correlation was applied in order to analyse the data, as well as the Consensus Factor of Informants and Use Value. 40 healers were interviewed, which have cited 77 species and 149 medicinal uses for the treatment of cardiovascular diseases. The family with the greatest species variety was Lamiaceae and among the species mentioned, the ones with the highest use values were “alecrim” (Rosmarinus officinalis L.), “chuchu” (Sechium edule (Jacq.) Sw), “cavalinha” (Equisetum hyemale L.) “salvia” (Salvia officinalis L.), “sete-sangrias” (Cuphea carthagenensis (Jacq.) JF Macbr.), “limão” (Citrus limonum (L.) Osbeck) e “cidreira” (Lippia alba (Mill.) NE Brown). All the categories have got values of informants consensus factor close to zero, which suggests that informants do not exchange information about the medicinal plants usage. By that, it is possible to conclude that the healers described different medicinal species for the treatment of cardiovascular diseases and those studies like this highlights the popular knowledge of the region, besides serving as a subsidy for the species selection with high potential for new pharmacological studies.

Keywords

Rosmarinus officinalis; Sechium edule; Equisetum hyemale; Salvia officinalis; Citrus limonum; Lippia alba; Medicine traditional; Lamiaceae.

Créditos

Menu