Seshat - Biblioteca de TCC's, Teses e Dissertações

Pesquisa


Perfil das famílias atendidas nas unidades básicas de saúde do município de Umuarama/PR, que fazem ou não o uso de plantas medicinais

Mestrado em Profissional em Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Atenção Básica
Autor: Cecilia Cividini Monteiro da Silva
Orientador: Ezilda Jacomassi
Defendido em: 28/03/2018

Resumo

Devido à importância das plantas medicinais, a presente dissertação teve como objetivo realizar um estudo para analisar o perfil das famílias atendidas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Umuarama/PR, que fazem ou não o uso de plantas medicinais, possibilitando assim, uma contribuição às pessoas da comunidade, com a prática dos profissionais que nela atuam. Para tanto, foi realizado um estudo de caráter descritivo a partir de uma pesquisa quantitativa, realizado entre os meses de julho a outubro de 2017. A entrevista foi realizada com os usuários das UBS, de idade superior a 18 anos, com auxílio dos agentes comunitários de saúde e também pelo pesquisador. Para a coleta de dados foi utilizado um instrumento de pesquisa dividido em três partes: parte I, dados sócio demográficos (Naturalidade, profissão, escolaridade, religião e renda família); parte II, utilização dos serviços de saúde (frequência e os serviços das UBS mais utilizados, e a utilização de tratamento alternativo) e parte III, o uso das plantas medicinais (Se faz uso, como as obtém, a vantagem e se usa plantas medicinais com medicamentos). Com os resultados obtidos a partir do levantamento realizado, foi possível delinear o perfil da população estudada, em que houve um predomínio de entrevistados oriundos de Umuarama/PR (28,6%), da profissão do Lar (23,1%), com escolaridade predominante de segundo grau (38,3%), religião católica (74,9%) e renda familiar de um a três salários mínimos (61,4%). Em relação ao uso de plantas medicinais, verificou-se que 67,7% fazem uso de plantas medicinais, sendo obtidos principalmente por meio do cultivo em casa (58,7%) e consideram como vantagem principal o fato de serem naturais (75,4%) e 79,3% e que os mesmos não fazem uso de plantas medicinais em associação com medicamentos. Analisando o perfil das famílias atendidas nas UBS do município de Umuarama/PR, observou-se que a prática do uso de plantas medicinais é uma atividade natural, passado ao longo das gerações, nos núcleos familiares, em que os sujeitos da pesquisa as obtém, na maioria das vezes, do seu próprio quintal. Espera-se com este trabalho contribuir com os projetos desenvolvidos na atenção básica de saúde deste município que, tem ganhado cada vez mais relevância, tanto como forma de preservação do conhecimento popular e/ou contribuição para o acesso à outras opções terapêuticas de cuidado.

Palavras-chave

etnobotânica, etnofarmacologia, plantas medicinais, uso popular.


Title

Profile of families treated in Basic Health Centers and use of medicinal plants in the city of Umuarama, PR.

Abstract

Due to the importance of medicinal plants, this thesis aimed to study the profile of the families that use or don’t use medicinal plants, treated in Basic Health Centers (BHC) in the city of Umuarama, PR, Brazil. This, to give communities a contribution with the expertise of professionals working in them. Therefore, a descriptive study was carried out between July and October of 2017 using a quantitative researching. The researcher and health communitarian agents made interviews with BHC, users over 18 years old. The research instrument was divided in three parts to gather the information: Part 1, sociodemographic data (nationality, profession, religion, family income), part II, usage of health service (frequency, used services, usage of alternative treatment) and part III, use of medicinal plants (if are used or not, how are they obtained, advantages, use of medicinal plants in combination with other medicines). With the results obtained from the interview was possible to delineate the profile of the studied population, which had predominantly respondents from Umuarama/PR (28.6%), homemakers (23.1%), with second grade of schooling (38.3%), catholic (74.9%) and with an income from one to three minimum wages (61.4%). Regarding the usage of medicinal plants, it was observed that 67.7% of the responders use medicinal plants, obtained mainly through home cultivation (58.7%), consider as a main advantage the fact that they are natural (75.4%) and 79.3% don’t use medicinal plants in combination with medicines. Analyzing the profile of the families assisted in the BHC of the city of Umuarama / PR, it was observed that the practice of the use of medicinal plants is a natural activity, passed down through generations, in the family nuclei, in which the research subjects obtain them, in most cases, from their own backyard. It is hoped that this work will contribute to the projects developed in primary health care in this municipality, which has gained increasing relevance, both as a way of preserving popular knowledge and / or contributing to access to other therapeutic care options.

Keywords

ethnobotany, ethnopharmacology, medicinal plants, popular use.

Créditos

Menu